Desde 2010 |Referência em Pole, Aéreos, Dance e Acrobacias

(11) 3032.0000 - Av. Jabaquara, 245, Mirandópolis,

Metrô Praça da Árvore / Metrô Santa Cruz (Saúde / Vila Mariana) 

PARA ESTACIONAR (CONVÊNIO):

-R&R Estacionamento - Av. Jabaquara, 476

September 7, 2016

Please reload

Posts Recentes

Não se esqueça da ponta de pé!

October 6, 2016

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Lesões no pole, quem nunca?

August 31, 2016

Sabe aquele movimento dos sonhos? Aquele que você sempre pensou em fazer no Pole? Imagina que você estudou a técnica do movimento, inspirou-se em diversos vídeos e fotos, preparou seu corpo por um bom tempo e respirou fundo antes de ir para barra. Agora imagina que você finalmente conseguiu fazê-lo perfeitamente, que repetiu uma, duas, três vezes, e bem na última vez -  depois de todo o seu esforço e conquista - acaba se machucando da maneira mais improvável. Pior de tudo, tem que ficar “de molho” dos treinos até se recuperar direito. 

 

Essa é uma situação chata mas real para nós, apaixonadas e apaixonados pelo Pole Dance, que nos esforçamos (e suamos) em todos os treinos e acabamos no meio do caminho nos deparando com alguns obstáculos. Mas muita calma nessa hora! Afinal, lesões são mais comuns do que pensamos. Cá entre nós, quem nunca se machucou no pole, mesmo que tenha sido uma inocente câimbra?

 

O Pole Dance já é um esporte desafiador: basta mensurar o esforço que o nosso corpo faz toda vez que vamos para a barra! Não é fácil escalar, inverter, girar. É preciso força, flexibilidade e equilíbrio nos braços, abdômen, pernas, costas, ombros – é um exercício completo e intenso. Não é à toa que ficamos com marcas e roxinhos na pele, ralamos peito do pé e pulsos, ou sentimos aquelas dorzinhas musculares pós-treino. 

 

H